A PESTE

A PESTE

Belo Horizonte será a primeira cidade a receber o espetáculo “A Peste”, monólogo adaptado do romance de Albert Camus, após o mesmo cumprir temporada de sucesso no CCBB do Rio de Janeiro. O texto da montagem, que fica em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil até 27 de agosto, foi adaptado pelo ator e protagonista Pedro Osório (“Família Lyons”, “Da Vida das Marionetes”, “A Forma das Coisas”, “Werther”) e por Guilherme Leme Garcia, que assina a direção ao lado de Vera Holtz.

SOBRE O ROMANCE DE CAMUS:

Em carta a Roland Barthes de 1955, o próprio escritor defendia o caráter alegórico de sua obra, afirmando ser “evidente” que o texto abordava a “luta da resistência europeia contra o nazismo”. Lançado em 1947, o livro “A Peste” traz em seu contexto o traço marcante presente em grande parte da obra de Albert Camus, que é a atemporalidade, a abordagem filosófica em torno de questões relativas à natureza humana, presentes em qualquer época. Quando da estreia do espetáculo no CCBBB do Rio, Pedro Osório falou sobre a atualidade do texto de Albert Camus: “O livro fala sobre as coisas erradas que acontecem, enquanto as pessoas seguem a vida sem que fosse com elas. Tem muito a ver com o momento do Brasil e do mundo, em que há o crescimento de uma extrema-direita fascista”, declarou o ator.

A OPINIÃO DE QUEM VIU O ESPETÁCULO:

Lionel Fischer – Crítico e professor de teatro

Em quase toda a montagem, o ator Pedro Osório se dirige à plateia com um misto de indignação e revolta, como se pretendesse sacudir consciências adormecidas – em alguns momentos, é claro, tal ênfase é reduzida, em especial quando o personagem permite o aflorar de seu próprio desespero e fragilidade. Por outro lado, e numa clara alusão a outra obra de Camus, “O Mito de Sísifo”, o personagem passa quase todo o tempo transferindo pedaços de carvão de uma enorme pilha para criar outra no lado oposto do palco, aparentemente sem a menor finalidade.

Vera Holtz e Guilherme Leme Garcia (com a colaboração de Gustavo Rodrigues) criaram uma encenação áspera e angustiante, em total sintonia com os conteúdos da obra. E Pedro Osório materializa aqui uma das melhores performances de sua carreira, exibindo forte presença cênica tanto dos aspectos políticos como dos filosóficos presentes neste que é um dos melhores romances escritos no século XX.

EQUIPE DE CRIAÇÃO – ESPETÁCULO “A PESTE”

Texto: Albert Camus

Adaptação: Pedro Osório e Guilherme Leme Garcia

Atuação e Idealização: Pedro Osório

Direção: Vera Holtz e Guilherme Leme Garcia

Colaboração: Gustavo Rodrigues

Provocação de Movimento: Toni Rodrigues

Assistente de Direção e Coordenação Artística: Karla Dalvi

Cenografia: Guilherme Leme Garcia e Pedro Osório

Iluminação: Adriana Ortiz

Figurino: Ana Roque

Paisagem Sonora: Marcello H

Design Gráfico: Roberta de Freitas

Fotos: Renato Mangolin

Direção de Produção: Mariana Serrão

SERVIÇO TEMPORADA EM BH – ESPETÁCULO “A PESTE”

Local: Centro Cultural Banco do Brasil – TEATRO II
(Praça da Liberdade, 450 – Telefone: 31 3431-9400)

PERÍODO: 03 a 27 de agosto (quinta a segunda)
HORÁRIO = 19h

SESSÃO EXTRA
Dia 15/08 (Quarta-feira)

Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre

Ingresso: R$ 30 (inteira)
>> Clientes Banco do Brasil tem 50% de desconto.

R$ 15 (meia)
>> Estudantes, pessoas com deficiência e maiores de 60 anos.

INFORMAÇÕES: site bb.com.br/cultura

Data

10/08/18

Tempo

19:00

Custo

R$30 (inteira) / R$15 (meia)

Mais Informações

Leia Mais

Localização

CCBB
Praça da Liberdade
Categoria
QR Code

No Comments

Leave a Reply

NOSSO TIME

EXPEDIENTE


O ESQUEMA NOVO é feito por esta equipe supimpa!
#ESQUEMANOVO

REDES SOCIAIS


SEMPRE QUE PRECISAR

FALE CONOSCO


Dúvidas, elogios, envio de material, palpites
e até mesmo xingamentos por aqui!

INSTAGRAM